Tradução e Validação da Autism Diagnostic Observation Schedule (ADOS) para Português do Brasil

Atualizado: 19 de ago. de 2020

Evidências preliminares do processo de validação da Autism Diagnostic Observation Schedule (ADOS): tradução, adaptação transcultural e equivalência semântica para a versão em português do Brasil


Referências:

PACÍFICO MC, DE PAULA CS, NAMUR VS, LOWENTHAL R, BOSA CA, TEIXEIRA MCTV. Preliminary evidence of the validity process of the Autism Diagnostic Observation Schedule (ADOS): translation, cross-cultural adaptation and semantic equivalence of the Brazilian Portuguese version. Trends PsychiatryPsychother. 2019;41(3):218-226. http://dx.doi.org/10.1590/2237-6089-2018-0063


PDF do artigo completo:

1
.pdf
Download PDF • 191KB

Resumo:

Objetivos: Traduzir e retro traduzir a Autism Diagnostic Observation Schedule (ADOS) para a língua portuguesa do Brasil, verificar sua equivalência semântica transcultural e verificar indicadores de qualidade da versão final analisando a confiabilidade Inter- avaliadores na pontuação da ADOS.

Métodos: O estudo teve três etapas: 1) tradução e retro tradução; 2) análise de equivalência semântica; e 3) pré-teste para verificar a concordância entre especialistas em saúde mental e um examinador sênior em relação ao procedimento de pontuação.

A realização do estudo foi feita com a autorização da Western Psychological Services, distribuidor oficial do instrumento.

Resultados: Os principais resultados preliminares indicaram uma boa equivalência entre a versão original em inglês e a versão brasileira após o processo de adaptação cultural. Algumas diferenças semânticas foram encontradas entre a versão original e a retro tradução, mas que não interferiram na primeira tradução para o português nem na versão final. Uma das limitações do estudo foi o tamanho amostral pequeno; em razão disso, a confiabilidade interavaliadores entre as pontuações da ADOS dadas pelos especialistas e pelo examinador sênior utilizando o coeficiente kappa foi adequada para 7 das 10 áreas.

Conclusão: Conclui-se que, com a versão brasileira da ADOS, oficializa-se uma versão única da escala em português, fortalecendo os campos clínicos e científicos de pesquisa em TEA e impedindo que no país sejam utilizadas outras versões não autorizadas da ADOS.

Descritores: Transtorno do espectro autista, Autism Diagnostic

Observation Schedule, tradução, adaptação cultural.



610 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
whatsapp branco.png